A QUE VEIO ESTE BLOG?
VEIO PARA DIVULGAR PROJETOS NOS MAIS VARIADOS CONTEÚDOS, TEMAS, FORMAS, NECESSIDADES E AFINS, CLARO!
SINTA-SE A VONTADE PARA USUFRUIR DE TUDO QUE FOR ÚTIL PARA SUA AULA.
DIVULGUE, PARTICIPE, COMENTE!
04 DE JULHO DE 2011
Um blog aliado às pesquisas de professores, pois existem muitas possibilidades lúdicas pela net,
além de inúmeros endereços pedagógicos incríveis.
Aqui vocês terão as postagens originais, ou partes delas,
adicionados às demais informações necessárias, com os devidos créditos atribuídos.
Amiga blogueira, se desejar divulgar seus projetos, entre em contato.

PROJETO DIDÁTICO

PROJETO DIDÁTICO: Reunião de atividades que se articulam para a elaboração de um produto final forte, em que podem ser observados os processos de aprendizagem e os conteúdos aprendidos pelos alunos. Costuma partir de um desafio ou situação-problema. Trabalhados com uma frequência diária ou semanal, podem estender-se por períodos relativamente prolongados (um ou dois meses, por exemplo), tornando os alunos especialistas num determinado tema.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Picote, o menino de papel

PROJETO IDENTIDADE

alt
Este projeto destina-se a crianças de maternal.

Justificativa:

    Com os alunos já  adaptados em um mundo novo,
 é hora de novas descobertas, ampliando 
o repertório de conhecimentos e vivências. 

É preciso que o aluno descubra que não 
é único, mas é importante descobrir a si
 mesmo: seu corpo, seu nome, os alimentos 
que o ajudam a  crescer com saúde. 

Descobrir o que o faz diferente, acolhendo 
e  respeitando as diferenças do outro. 
Aprender a cuidar de si , de tudo e de
 todos que o cercam.

Desenvolvimento:
     A proposta deste tema é trabalhar a formação
 pessoal e social.
- Conhecer as pessoas da turma, suas 
características físicas e aprender distinguir o
 seu nome, o dos colegas, dos professores.
- Proponha uma atividade instigante, 
com o uso do espelho, por exemplo, 
chamando a atenção para as diferenças
 observadas entre os colegas. 
Elas estão nos nomes, no corpo, 
no comportamento.

Sugestões de atividades:
1. Em roda com os alunos, conte o seu nome 
e a origem dele. 
Quem o escolheu? 
Por que? Diga o significado. 
Faça uma pesquisa com as famílias sobre 
o nome das crianças e no dia seguinte faça 
a partilha das histórias dos nomes com o grupo.
2. Leia a história de "picote, 
o boneco de papel", de Mário Vale.
3. Confeccione o boneco e deixe na sala
 para que participe junto com os alunos 
de várias brincadeiras: de roda, de casinha, deixe
 que cada um 
cuide dele em determinado momento.
4. Explore bastante as várias brincadeiras
 e canções que fazem referências às pates 
do corpo e a movimentos corporais, auxiliando
 os alunos a tomar contato com o próprio 
corpo e o dos colegas e a descobrir 
diferentes possibilidades de movimentos
 corporais: "Cabeça, ombro, joelho e pé", 
"A canoa virou", Ciranda, cirandinha", 
"Pai Francisco", "Palminhas, palminhas"... 
5. Realize atividades de observação no espelho.
6. Realize atividades envolvendo as fichas do nome.
Todos o faça na rodinha atividades usando 
a ficha e também faça a contagem dos alunos, 
solicite que o aluno o faça.
7. Usando a caixa de revistas para recorte,
 peça que procurem gravuras de que gostem,
 de animais, de pessoas de corpo inteiro: 
que tenham cabeça, tronco e 
membros/ ombros, braços, mãos, pernas, pés. 
Deixe que os alunos comentem. 
Terminada a coleta, classifique-as junto com os alunos 
e utilize-as para confeccionarem um painel.
8. Para trabalhar os sentidos, monte um 
"laboratório sensorial", com objetos apropriados 
para que,através dos sentidos, o alunos 
identifiquem os objetos, todos eles familiares a eles: 
ursinho, escova de cabelo, sabonete, 
frutas, buzina de bicicleta, tambor, letras do
 alfabeto, fotos, etc.
9. Muitas receitas poderão ser feitas por
 você e os alunos: gelatina, pipoca, brigadeiro, 
salada de frutas. 
Escreva sempre a receita em um cartaz, 
destacando cada ingrediente.
10. Traga para sala tiras (fitas, codas ou barbante)
 de tamanhos variados, correspondentes ao 
número de alunos e à sua estatura e espalhe
 pelo chão estimulando cada um encontrar 
a tira do seu tamanho
Estimule-os a verbalizar o resultado 
utilizando o vocabulário matemático: 
igual, maior, menor, alto, baixo. 
Faça um gráfico utilizando as tiras.
11. Contorne o corpinho das crianças
 em um papel manilha, cole os dois lados 
e preencha com jornal, peça as crianças para
 trazer de casa uma 
roupa para vestir no boneco. 
Faça uma exposição dos trabalhos.

Culminânca, portifólio e avaliação:
Identifica as evoluções de cada aluno.

A avaliação deve acontecer ao longo do trabalho 
e também no final, quando cada aluno poderá 
verbalizar aquilo de que mais gostou e do que 
não gostou.
Fonte
AQUI

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Monteiro Lobato

Introdução:
Monteiro Lobato foi, verdadeiramente, um dos grandes homens da história desse país. Grande escritor, celebrado por gerações e gerações de crianças por seu espetacular trabalho “O Sítio do Pica-pau Amarelo”, Lobato foi também um empreendedor. Além disso, através de todas as suas produções e realizações queria por que queria fazer com que o Brasil pudesse crescer desenvolver-se, ocupar um lugar de destaque mundial dos países. Originário do interior de São Paulo, mais especificamente da cidade de Taubaté o escritor fez um pouco de tudo em sua vida. O que mais permanece na memória coletiva nacional é a sua forte ligação com as crianças. Proximidade e carinho conseguidos com o apoio da Narizinho, da Emília, do Visconde, do Pedrinho e dos demais personagens do Sítio. Em suas obras dedicadas as crianças, Lobato conseguiu verdadeiras façanhas como contar a história do mundo tornando-a divertida e atraente para os pequenos ou, ainda, falar de temas adultos e sérios de forma descontraída, como a questão do petróleo.
Justificativa:
 Conhecer a obra de Monteiro Lobato deveria ser atividade básica programada por todas as escolas de nosso país. Conhecer o Sítio e seus personagens, desbravando as páginas escritas pelo Monteiro Lobato, é muito mais que um dever escolar, é um grande prazer e contribuição essencial para o nosso próprio sentimento. Lobato significa literatura de muita qualidade e história. Não ler suas obras significa abrir mão de livros que simbolizam nossa própria identidade. O sitio do Pica-pau amarelo foi uma maneira que nós, professoras, encontramos para apresentar aos alunos esse maravilhoso escritor, desenvolvendo nos alunos a paixão pela leitura. 
Problemática:
Nossos alunos gostam muito de histórias e desenhos. Por isso resolvemos trabalhar, no mês do aniversario de Monteiro Lobato, as duas coisas: historias e desenhos. O desenho do Sitio do Pica-pau amarelo é um recurso que pretendemos usar para estimular ainda mais esse gosto das crianças Suas historias afloram ainda mais a criatividade das crianças.
Objetivos:
- Conhecer o escritor Monteiro Lobato, bem como suas obras:
- Criar nos alunos o hábito da leitura, através do contato com histórias;
- Despertar um ambiente prazeroso para a leitura, onde a própria criança pede e sente vontade;
- Proporcionar a socialização através de produção de textos orais junto aos colegas;
- Desenvolver interesse e atenção por músicas, leitura, histórias e escrita.
Desenvolvimento:
1.Apresentação do autor Monteiro Lobato:
- Biografia;
- Quebra-cabeça;
- Músicas.
2.Apresentação dos principais personagens e suas características:
- Músicas;
- Filmes;
- Cartazes;
- Dobraduras;
- Confecção de bonecos;
- Culinária;
3.Confecção de livro:
- Produção coletiva;
Culminância:
As professoras se caracterizarão de D. Benta e Tia Nastácia e contarão a historia do livro para as turmas. As crianças estarão vestidas de Emília (meninas) e Visconde de Sabugosa (meninos). A sala estará ornamentada para receber as crianças da escola num ambiente parecido com o Sitio do Pica-pau Amarelo. Serão recebidos com música, temas desta obra. Ao final receberão os bolinhos de chuva da tia Nastácia.
Conteúdos integrados:
Matemática: Seqüência numérica e quantificação;
Linguagem oral e escrita: Leitura, alfabeto e o próprio nome;
Natureza e sociedade: Alimentos e animais;Avaliação:
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora.
O instrumento de avaliação será relatórios diários no caderno de planejamento das professoras e será passado aos pais no final do semestre através do portifólio. Fonte: AQUI




terça-feira, 1 de abril de 2014

Histórias rimadas

Projeto histórias Rimadas
Justificativa

Em primeiro lugar, ouvir histórias lidas por um adulto é, sem dúvida, um momento prazeroso para as crianças, Nas instituições de educação infantil, essa situação deveria se repetir com freqüência, porque vincula as crianças a conhecimentos e comportamentos importantes para a sua formação leitora e escritora. As crianças percebem e valorizam o fato de alguém reservar, periodicamente, um tempo especial para se dedicar completamente a elas, sobre a medida da literatura. E sentem prazer em acompanhar a narração de um acontecimento e procuram na própria linguagem, pistas para melhor compreender cada evento. Aprendem a confiar na palavra, medida que descobrem indícios que lhes permitem realizar antecipações e levantar hipóteses sobre o acontecimento narrado. Experimentam, enfim, o poder das palavras intencionalmente ordenadas para comunicar algo.Por isso, muitas instituições já incluíram em suas rotinas a leitura diária de uma história, pois sabem que, naquela hora, outra realidade se instaura: a voz do professor adquire outro ritmo e entonação, as palavras pronunciadas de um jeito especial passeiam no imaginário de cada ouvinte e as ilustrações guardadas nas páginas dos livros revelam detalhes nunca imaginados. As histórias rimadas conservam a propriedade de se manter vivas na memória das crianças porque contém elementos reiterativos que intensificam o que se quer comunicar.
Objetivos:
 Dar sentido ao texto e o tempo abreviado ajuda a guardá-lo por inteiro na memória. Isso quer dizer que, nas histórias rimadas, a criação de significados está, normalmente, apoiada na sonoridade das palavras e o fato de o texto ser curto, com vocabulário especialmente escolhido, colabora para a memorização e a incorporação de seu sentido por parte das crianças.
Objetivos específicos
Brincar com a sonoridade das palavras;
 Construir imagens durante a leitura;
 Perceber certa linearidade (inicio, meio e fim);
Perceber as características das histórias rimadas;
 Relacionar o texto às ilustrações;
Fazer relação com outros livros e histórias conhecidas;
 Apropriar-se da seqüência da narrativa;

Recuperar o texto de memória com apoio da ilustração;
Colocar em jogo estratégias de leitura para antecipar e verificar o que está escrito;
 Ampliar e apropriar-se de estratégias de leitura;
 Observar a grafia das palavras e constatar que nomes iguais se escrevem sempre do mesmo jeito;
 Aprender sobre as características das palavras rimadas;
 Identificar rimas;
 Ampliar o vocabulário;
 Pensar sobre as características das rimas e sobre como se escreve;
 Criar palavras que rimem considerando sua sonoridade e grafia;
 Experimentar ler com mais autonomia;

Cronograma das atividades: 02-05 a 31-05 de 2013
Língua oral e escrita:


1) Conhecer a história e Brincar com as ilustrações:

2) Ordenar as ilustrações;

3) Ler os nomes dos personagens;
4) Observar a estrutura da história;
5) Observar e localizar palavras que rimam no texto;
6) Fazer uma lista de palavras rimadas;
7) Trocar palavras que rimam na história;
8) Ler partes da história

 Conhecer o livro pêssego, pêra, ameixa no pomar; chamando atenção para os personagens e a ilustração. Depois, conversar com as crianças buscando identificar semelhanças e diferenças entre a história lida e outras conhecidas. Por fim convidar o grupo a desvendar o segredo proposto pelo livro;


 Entregar cartelas com ilustrações do a história Pêssego, pêra e ameixa no pomar, pedindo que as crianças as organizem na ordem da narrativa, como está no livro;

 Retomar com as crianças o nome dos personagens da história e escrever na lousa. Lê o nome de todos e conversar sobre como se escreve. Entregar tiras com o nome de alguns deles. Por fim, pedir que elas coloquem as tiras ao lado das ilustrações e identifiquem as que estiveram sem par.

 Escrever na lousa as quatro primeiras linhas da história Pêssego, pêra e ameixa no pomar e pedir que as crianças identifiquem as palavras que se repetem. Depois separa as crianças em grupos e lhes entrega tiras com as linhas da história, pedindo que as ordenem segundo a seqüência em que aparecem e colocando os nomes dos personagens um embaixo do outro. O que as palavras que rimam têm de parecido. Para isso, ele escreve na lousa as frases da história e pede que as crianças identifiquem as semelhanças na escrita das palavras que rimam;
 Conversar com as crianças sobre as características rimadas da história Pêssego, pêra ameixa no pomar e sobre
 Retomar com as crianças as palavras rimadas do livro Pêssego, pêra, ameixa no pomar e propor que elas digam outras palavras que rimem com aquelas para elaborar uma lista. Depois propor que, em duplas, façam uma lista de palavras rimadas.
 Escrever o texto da história na lousa e pedir para as crianças lerem com ele, identificando as palavras que rimam. Depois propor que troquem os nomes dos personagens para outros que rimem com as palavras do texto.
 Convidar as crianças para ler os trechos do livro Pêssego, pêra ameixa no pomar, fazendo desse momento uma leitura compartilhada.

Fotos desenvolvidas atividades do projeto histórias rimadas.


Fotos das atividades do projeto.

Montagem com letras móveis dos nomes dos personagens usando tampinhas de garrafas.
Produto final: jogo de corrida
ÁRVORES DO POMAR:
PÊSSEGO, PERA AMEIXA NO POMAR
Fonte:AQUI



domingo, 9 de março de 2014

Estimulação sensorial


ENSINO INFANTIL


OBJETIVOS: 


  • Estimular os diversos canais sensoriais de forma integrada (visão, tato, olfato, paladar).  Favorecendo a criança reconhecer seu próprio corpo suas funções e as sensações, desenvolvendo a percepção sensorial, presentes em seu cotidiano.


TATO – Experiências com diferentes texturas, consistências e contato: percepção tátil de diferentes superfícies (lisas, crespas, ásperas e macias...), variação de temperaturas  (quente/frio).
VISÃO – Experiências com diferentes intensidades de luzes, cores e contrastantes: nuance com luzes e cores (painel luminoso - amarelo/azul/vermelho/verde), contrastes - branco e preto / amarelo e preto/vermelho e preto;

AUDIÇÃO– Experiências com diversos sons e efeitos sonoros: percepção auditiva com sons variados, (músicas, ruídos e tons diversos). 

OLFATO – Experiências com diferentes odores e aromas: identificar diferentes cheiros,café, canela, camomila, hortelã etc.

PALADAR  – Experiências orais e com sabores: percepção gustativa, comparando dois sabores   azedo/doce, salgado/doce etc;

VEJAM TUDO AQUI, COM IMAGENS

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

O ratinho, o morango e o grande urso....

PROJETO DE LEITURA :
“O Ratinho, o Morango Vermelho Maduro e o Grande Urso Esfomeado” 
 Don e Audrey Wood - Editora Brinque-Book
Tema
: Alimentação
 Justificativa:
a escolha do livro assim como do tema do projeto justificam-se pela intenção que temos de trabalhar a alimentação adequada, estimular o consumo de frutas, verduras e legumes em oposição a doces e salgadinhos. Sabemos que as crianças da faixa etária com a qual trabalhamos costumam repudiar muitos alimentos que são necessários ao bom desenvolvimento do organismo. Assim sendo, pretendemos ensinar que as guloseimas que tanto gostam não são suficientes para que tenham boa saúde.
Objetivos Cognitivos
Favorecer o conhecimento sobre alimentação adequada, valores nutricionais e higiene.
Prevenção de acidentes na cozinha.
Oportunizar o conhecimento do próprio corpo, ressaltando hábitos  de cuidados alimentares e de higiene, como também estabelecendo limites de respeito entre “Eu e o Colega”.
Fortalecer hábitos de higiene pessoal
Objetivos Afetivos:
Fortalecer os laços de amizade entre os alunos, trabalhando a cooperação para a organização do espaço coletivo;
Estimular a auto-estima;
Estimular o companheirismo através de momentos coletivos onde haja necessidade de partilhar alimentos, objetos, brinquedos etc.
Respeitar a produção do colega
Motivação
Confecção coletiva de uma salada de frutas
Leitura Estudo/Fruição:
Conhecimento do texto: Contextualização de frases e expressões da história:- “Maduro”, “Esfomeado”, “Aroma”, “Quilômetros”, “Enormes”“Farejar”, “Disfarçado”, “Metade”.
Entendimento:
Quais os personagens?
O que aconteceu com eles?
De que maneiras o Ratinho tentou esconder o morango?
Por que ele queria esconder o morango?
Como é a casa do Ratinho?
O que ele usou para colher o morango?
Qual a parte do texto você mais gostou?
Qual não gostou?
Você gosta de morango?
Você dividiria o morango?
O que você faria para esconder o morango?
Foi certo dividir o morango? Por quê?
Você teria medo do Grande Urso Esfomeado?
Como será um Grande Urso Esfomeado?
Imaginação Criadora:
Leitura Estudo:- Interpretação de texto- leitura e escrita de lista, tais como:
de frutas, legumes, verduras;comidas favoritas da sala;comidas típicas de festa junina.
- trabalho com tulos e embalagens  atividade de antecipação designificados- convite para festas escolares- montar um livro de receitas para a mamãe

- conhecimento do alfabeto e reconhecimento das letras em fontes escritas- trabalho com parlendas e sicas que  sabem de cor (domínio popular ), tais como:
1,2 feijão com arroz;O doce;Uni duni  tê; Salada, saladinha;Biscoito com café;
Leitura Pretexto:
Artes
- Desenhos livres e dirigidos- Pinturas diversas, com materiais variados.- recorte e colagem de papéis, flores, sementes, folhas etc.- modelagens com massinha
Movimento
- cuidado com o próprio corpo e do colega nos jogos e brincadeiras- brincadeiras ritmadas e cooperativas- dança e quadrilha
Música
- Músicas de diversos gêneros para apreciar, cantar e reproduzir- Músicas
Sopa – 
Palavra Cantada
Pipoca, A formiguinha e Borboletinha Laranjas e bananas – 
Xuxa
Leitura Busca de Informações:
Natureza e Sociedade
-hábitos de alimentação e higiene pessoal- respeito e cuidado com a natureza- Cinco sentidos: observação das características dos objetos e alimentos
 Sabores, cores, odores, sons, percepção tátil.
- comidas típicas de Festa Junina e influência Afro-brasileira- Alimentação como fonte de saúde- Programa Re-Ação- cooperação e organização: compreensão do espaço coletivo e das normas de uso comum 
Matemática
- grandezas e medidas – GRANDE x PEQUENO-
 noção de quantidade,
noção espaço-temporal e senso de direção-
resolução de situações-problema e gráficos- cor vermelha-
forma quadra da Leitura Fruição/Prazer:
- A Galinha Ruiva-
O bichinho comilão - Mauricio de Sousa-
Briga de uma nota só – Izomar Camargo-
Salada de frutas – Mirna  Forti- 
Contos de fadas tradicionais: 
João e Maria, João e o  de feijão,
  Avaliação
A avaliação será contínua, através da observação do interesse dos alunos,  de suas iniciativas e tentativas para realizarem as atividades propostas.
Culminância
 Apresentação de quadrilha na festa junina
Bibliografia:
- Dia a dia do professor- Referencial Curricular para a Educação Infantil- Baú de histórias do Professor- Construindo dia a dia- Programa de Formação de Professores Alfabetizadores  Letra e Vida Coletânea de textos- Projeto Re-Ação - apostilas- Sites
Trouxe daqui: