A QUE VEIO ESTE BLOG?
VEIO PARA DIVULGAR PROJETOS NOS MAIS VARIADOS CONTEÚDOS, TEMAS, FORMAS, NECESSIDADES E AFINS, CLARO!
SINTA-SE A VONTADE PARA USUFRUIR DE TUDO QUE FOR ÚTIL PARA SUA AULA.
DIVULGUE, PARTICIPE, COMENTE!
04 DE JULHO DE 2011
Um blog aliado às pesquisas de professores, pois existem muitas possibilidades lúdicas pela net,
além de inúmeros endereços pedagógicos incríveis.
Aqui vocês terão as postagens originais, ou partes delas,
adicionados às demais informações necessárias, com os devidos créditos atribuídos.
Amiga blogueira, se desejar divulgar seus projetos, entre em contato.

PROJETO DIDÁTICO

PROJETO DIDÁTICO: Reunião de atividades que se articulam para a elaboração de um produto final forte, em que podem ser observados os processos de aprendizagem e os conteúdos aprendidos pelos alunos. Costuma partir de um desafio ou situação-problema. Trabalhados com uma frequência diária ou semanal, podem estender-se por períodos relativamente prolongados (um ou dois meses, por exemplo), tornando os alunos especialistas num determinado tema.

sábado, 30 de junho de 2012

Projeto:Publicidade

Agência de publicidade
O texto publicitário
Na sociedade de hoje, sofremos constante bombardeio publicitário por meio de cartazes na rua, comerciais na televisão e no rádio, propagandas em revistas e jornais sempre com o objetivo de promover o consumo de produtos (e idéias).
Ao trazermos para a sala de aula o texto publicitário como uma unidade de trabalho, a criança passa a conhecer não só as finalidades e características lingüísticas e textuais deste tipo de texto, mas também pode tornar-se um consumidor mais atento e crítico, pois passa a conhecer os elementos de persuasão que a publicidade usa para conquistar seu público.
Nessa atividade, vamos selecionar produtos e marcas de conhecimento dos alunos e reescrever seus textos publicitários e slogans.
Com relação ao conhecimento do sistema alfabético de escrita o enfoque será o de relacionar a grafia convencional de palavras de maior utilização, segmentação de palavras e frases, uso de maiúscula e de alguns sinais de pontuação.

Objetivos:


Com este trabalho, pretende-se que os alunos sejam capazes de:
a) falar e ouvir em situações específicas de comunicação nas quais faz sentido expor opiniões, ouvir com atenção, sintetizar idéias, defender ponto de vista, replicar etc;
b) utilizar as convenções da escrita como uma exigência social;
c) perceber as finalidades e funções do texto publicitário;
d) observar e utilizar a linguagem específica do texto publicitário: seus recursos lingüísticos e não-lingüísticos.
Recursos didáticos



Revistas, jornais, cola, papel pardo, tesoura, folha sulfite, lápis de cor/cera; canetas coloridas.
Organização da sala


Haverá momentos de trabalho em que as crianças deverão estar em pequenos grupos, em outros que trabalharão individualmente e, em outros, em que todos da classe deverão formar um círculo para a discussão ou síntese coletiva.
Desenvolvimento da atividade/procedimentos


1) Faça com os alunos uma pesquisa sobre as marcas e os produtos que conhecem, listando-os na lousa, a partir de algumas categorias como laboratórios farmacêuticos, empresas automobilísticas, lojas de eletrodomésticos, produtos infantis, produtos alimentícios etc;
2) Organize os alunos em duplas e peça que levantem os "slogans" que conhecem e que correspondem a cada marca levantada no item anterior. Exemplos: "Nestlé - Nossa vida tem você"; "M&M's - O chocolate que derrete na sua boca e não na sua mão"; "McDonald's - Gostoso como a vida deve ser";
3) Solicite que os alunos, ainda em duplas, procurem nas revistas e jornais trazidos para a classe os vários produtos e seus slogans, recortando-os;
4) Proceda em seguida à triagem dos produtos que serão colados no papel pardo coletivo, tendo em vista os critérios de classificação do item 1 deste roteiro, de forma a obter uma variedade grande de textos publicitários;
5) Afixe o papel pardo na sala de aula para divulgação do trabalho feito e para consulta e análise lingüística das crianças (onde está escrito tal palavra? como se escreve tal palavra? tal palavra começa com a mesma letra do nome de fulano da classe? há alguma palavra estrangeira? como se escreve e como se pronuncia?);
6) Com os produtos colados no papel pardo, proceda à análise das propagandas quanto à relação entre o texto escrito e a imagem, Por exemplo, o logotipo da Nestlé (símbolo que representa o nome da empresa ou do produto) é um ninho com três pássaros de tamanhos diferentes, sendo que um está na posição de ter chegado ao ninho, trazendo alimento. Os pássaros podem estar representando o pai, a mãe e o filho, ou seja, a proteção que vem da família, uma vez que os produtos desta marca referem-se à alimentação: leite, chocolate, bolacha etc. Garanta na análise que os alunos percebam que as cores e o tipo de letra utilizados são também importantes nas propagandas para chamar a atenção do consumidor;
7) Solicite que os alunos criem outros "slogans" para os produtos já trabalhados (e outros), atentando para as características específicas da linguagem da propaganda, como uso de qualificativos ("Só Omo lava mais branco"), uso de verbo no imperativo ("Abuse e use C&A"), rimas ( "Danoninho, vale por um bifinho", "Tomou Doril, a dor sumiu"), linguagem argumentativa ( "Se a marca é CICA, bons produtos indica", "Quem come um, pede BIS");
8) Escolha junto com as crianças uma das marcas ou produtos para criarem um anúncio publicitário que contenha os três elementos desse tipo de texto: texto escrito (que ofereça informações sobre o produto, destaque as qualidades positivas do produto e procure convencer o consumidor a adquirir o produto), ilustração (fotografia, gravura, desenho, gráfico) que qualifique bem o produto e "slogan"(frase sintética e atraente, de fácil memorização). Atentar também para as cores e os tipos de letras escolhidos para atrair o leitor;
9) Organize junto com os alunos a divulgação das propagandas elaboradas. Pesquisar os endereços das marcas e produtos e enviar as propagandas feitas pelos alunos aos respectivos fabricantes (é sempre interessante que os alunos passem por situações de produção de texto com interlocutores reais).
Avaliação:


Ao longo do desenvolvimento da atividade, é possível avaliar:
- como o aluno utilizou a linguagem (oral e escrita) de forma contextualizada, ou seja, em determinadas situações nas quais faz sentido falar, ouvir, ler, escrever;
- o que o aluno já conhecia sobre o texto de propaganda: quais marcas e produtos conhecia, para que servem os produtos e suas propagandas, quais "slogans" têm de memória;
- o que o aluno passou a conhecer: por que neste tipo de texto o tamanho e o tipo das letras são importantes, quais cores são usadas em cada propaganda, por que, como é possível convencer o outro a comprar, quais palavras representam as qualidades dos produtos, o que a ilustração tem a ver com o texto escrito;
- o que o aluno conhecia e o que passou a saber sobre as convenções da escrita, quais convenções foram garantidas a cada etapa de trabalho;
- quais oportunidades foram dadas aos alunos para que reflitam sobre o mundo em que vivem e sobre a própria linguagem que expressa e constitui este mundo.
Contextualização


Esta atividade propicia que a criança amplie seus conhecimentos sobre a escrita e suas convenções e que conheça mais e melhor o mundo em que vive, através do estudo dos usos e formas do texto publicitário que é um indicador da sociedade de consumo, pois cria no leitor a necessidade de comprar/consumir.
Sugestões para trabalho interdisciplinar


Esta atividade guarda estreita relação com os temas transversais "Trabalho e Consumo" e "Ética" (Parâmetros Curriculares Nacionais - MEC), uma vez que possibilita que os alunos tenham uma visão mais crítica do mundo de hoje e suas linguagens.
Para isto, é possível fazer uma visita a uma agência de publicidade para conhecer seus profissionais ou então escrever a uma delas.
Planeje com seus alunos a visita à agência elaborando em conjunto um roteiro de perguntas e de fatos a serem observados.
Por exemplo: observar como se faz uma propaganda, entrevistar as várias pessoas envolvidas, discutir sobre formação, experiência de trabalho, instrumentos de trabalho necessários, fonte de inspiração, dificuldades da profissão etc.
Aproveite para conhecer também os códigos de ética da profissão.
Após a visita, solicite aos alunos um registro escrito com os dados levantados e peça para relacioná-los com as propagandas de televisão.
A área de Educação Artística também pode contribuir para uma análise da propaganda como forma de expressão.
Escolha uma propaganda e analise com os alunos quais recursos ela utiliza (música, artes plásticas, artes da computação).
Em História, é possível contextualizar a publicidade dentro das transformações científicas, técnicas e econômicas do mundo moderno.
Pesquise em publicações mais antigas, como eram as propagandas (pasta de dente "Kolynos e seu sorriso refrescante", absorvente Modess com uma mulher trabalhando em máquina de escrever antiga).
Aprofundamento do conteúdo


Este trabalho propõe uma articulação entre as duas aprendizagens que o aluno em processo de alfabetização precisa empreender: os conhecimentos sobre as convenções da escrita e os vários textos presentes na sociedade.
Na sociedade de consumo, a publicidade ocupa lugar de destaque, pois é uma linguagem elaborada para influenciar as pessoas na compra de produtos (e idéias).
Para isto, este tipo de texto se organiza, basicamente, a partir de três elementos: o texto escrito (sons característicos, onomatopéias, termos novos, construção/desconstrução de palavras, mudança de significados, jogos de palavras, grafia inusitada, flexões diferentes, sintaxe não linear), o "slogan" (frase curta, de impacto, que de tanto ser repetida, é facilmente memorizada pelo consumidor) e ilustração (imagem que destaca a qualidade do produto a ser vendido).
 No que se refere à aprendizagem do sistema de escrita, é necessário continuar o trabalho de aquisição da base alfabética de alunos que o necessitarem, bem como do processo de reflexão e utilização das convenções da escrita.
Bibliografia


CARVALHO, Nelly de. Publicidade: a linguagem da sedução. São Paulo: Ática, 1996
JOLIBERT, Josette. Formando crianças produtoras de texto. volume II. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994
KAUFMAN, Ana Maria e RODRIGUEZ, Maria Elena. Escola, leitura e produção de textos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995
VESTERGAARD, Torben e SCHRODER, Kim. A linguagem da propaganda. São Paulo: Martins Fontes, 1994.
ENTREVISTA
MATERIAL:
·   Revistas variadas com entrevistas.
            Em linguagem jornalística, entrevista é o texto resultante de um encontro previamente marcado entre duas pessoas, em que uma interroga a outra sobre sua profissão, ações, idéias.
O entrevistado é quase sempre uma pessoa de destaque e autoriza ou não a publicação de suas declarações. Na entrevista em estudo:
a)      Quem é o entrevistador?
b)      Que é o entrevistado e em que ele se destaca?
c)      Abaixo da fotografia do entrevistado, há um texto que se destaca, escrito com um tipo de letra em corpo maior. Que tipo de informação ele transmite?
d)      Antes da entrevista, há um texto que a introduz. Qual é a finalidade desse texto introdutório?
e)      Essa entrevista está sob forma de perguntas e respostas, precedidas do nome do entrevistador e da revista que ele representa. Observe as perguntas feitas ao entrevistado. As perguntas demonstram que elas foram previamente elaboradas?
Observe as respostas do entrevistado:
f)        Elas revelam que ele está ‘a vontade diante do entrevistador?
g)      Observe a linguagem empregada pela entrevistadora e pelo entrevistado. Que variedade lingüística eles usam?
ATIVIDADE II
Reúna-se com seus colegas de grupo para escrever uma entrevista.
Depois de pronta, a entrevista será publicada no jornal mural para que outras pessoas leiam.
SUGESTÕES:
a)      Escolham uma pessoa para ser entrevistada;
b)      Procurem conhecer o entrevistado e o assunto que será o foco da entrevista. Assim, se o entrevistado for um atleta, procurem informações sobre a modalidade esportiva em que se destaca.
c)      Façam um roteiro de perguntas. Se o escolhido, para ser entrevistado for um atleta, vocês podem perguntar, por exemplo, que fatos o levaram a escolher o esporte no qual se destaca que dificuldades enfrentou ou enfrenta, se ele tem treinador, como é o relacionamento entre eles, quantas horas por dia pratica o esporte, em quais campeonatos se destacou, que vitória ou derrota o marcou fortemente, etc.
d)      Façam perguntas curtas e objetivas
e)      Ao entrevistar, não confiem na memória; façam anotações. Apresentem uma pergunta de cada vez e saibam ouvir. Fiquem atentos ‘as respostas, pois vocês podem aproveitar um comentário do entrevistado e improvisar uma pergunta que não está no roteiro, mas pode resultar numa resposta interessante.
f)        Com as anotações em mão, escrevam a entrevista.
g)      Escolham uma frase significativa do entrevistado para servir de título ou criem um título bem interessante baseado na entrevista.
h)      Escrevam uma introdução, apresentando o entrevistado e o assunto tratado.
i)        Coloquem o nome do entrevistador (ou nome do grupo ou do jornal) antes de cada pergunta e o nome do entrevistado antes de cada resposta.
j)        Transcrevam o diálogo mantendo a linguagem empregada pelo entrevistado, mas evitando marcas da oralidade.
k)      Façam um rascunho e só passem a limpo depois de fazer uma revisão cuidadosa. Refaçam o texto se necessário.
PROJETO FOCAS EM AÇÃO
FOCA é o nome dado ao repórter iniciante, aquele que está aprendendo a profissão.
·   Para fazer individualmente:
Escreva em um cartão ou papel colorido uma narrativa de viagem, contando como e qual seria a viagem dos seus sonhos. Se quiser, ilustre sua narrativa com desenhos ou xérox de fotos dos lugares aos quais pretende ir.
·   Depois as exponha no jornal mural, para que as, para que o sonho coletivo de conhecer outros lugares encante os leitores.
·   Escolham um título para o mural.
A NOTÍCIA FALADA
·   As notícias podem ser transmitidas por escrito ou oralmente. Nos jornais e revistas, elas são escritas pelo jornalista e lidas pelo leitor. No rádio e na televisão, elas são faladas pelo apresentador e ouvidas pelos ouvintes e telespectadores.
·   Assim como a notícia escrita, a notícia falada também procura fornecer respostas a seis questões básicas: o quê, como, onde, quando quem, por quê.
·   A notícia falada é curta, limitando-se ao essencial.
·   No jornal falado, é comum a presença de um jornalista principal, o jornalista-âncora, que apresenta as notícias. Ele decora a notícia antes de falar.

ATIVIDADE
 Reúna-se com seus colegas de grupo e juntos, produzam a notícia falada.
Como assunto das notícias, escolham essas sugestões:
  Fatos ocorridos na escola na última semana: uma festa comemorativa, uma campanha, o novo acervo da biblioteca, uma classe que fez um passeio ou excursão, uma apresentação de teatro ou música; o aniversário de alguém, a ocorrência de um pequeno acidente, novas normas escolares, um feira de ciências, etc.
  Fatos que ocorrerão na escola na próxima semana ou mês: festas, passeios, campeonatos, avaliações oficiais, etc.
Ao produzirem as notícias faladas, sigam as instruções:
a)      escrevam as notícias, relatando o fato principal. Mencionem as pessoas envolvidas, onde e quando ele ocorreu. O texto deve ser curto e a linguagem deve estar de acordo com a variedade padrão da língua.
b)      Ao terminarem de escrever as notícias, avaliem-nas. Refaçam o texto se necessário.
c)      Combinem quem será o jornalista apresentador do grupo, ou seja, aquele que irá ler ou falar as notícias produzidas e se haverá repórteres fazendo comentários e entrevistas.
d)      Em um dia combinado, apresentem em um jornal falado da classe as notícias para a sala. Se quiserem, dêem um nome ao jornal e um slogan e usem um fundo musical.
A NOTÍCIA ESCRITA
Material: revistas ou jornais com notícias.
Há mais de um século, um jornalista de um antigo jornal Nova Iorque, The Sun, definiu assim a notícia: “Quando um cachorro morde um homem, isso não é notícia. Mas, quando um homem morde um cachorro, isso é notícia.”.
LEAD E CORPO
Uma notícia geralmente compõe-se de duas partes: lead e corpo. O lead consiste normalmente no 1º parágrafo da notícia e é a parte que apresenta um resuma de poucas linhas, fornecendo respostas às questões onde, como, por quê, etc.
TÍTULOS E LEGENDAS
        Toda matéria jornalística é encabeçada por um título. O título constitui um resumo da informação mais importante do texto. Veja alguns exemplos de títulos publicados em um jornal:
·   Quadrilha saqueia condomínio
·   Dengue é problema na América Latina
·   Vaticano envia documentos antigos ao Brasil
·   Temperaturas sobem à tarde
Observe os tipos de letra empregados nos títulos:
a)      Que tipo de letra é empregado no início da primeira palavra do título: maiúscula ou minúscula?
b)      Com que tipo de letra se iniciam os nomes próprios?
c)      Observe os verbos empregados no título. Em que tempo eles estão?
d)      A maioria dos títulos das matérias jornalísticas apresenta verbos, usados quase sempre nesse tempo verbal. Levante hipóteses: por que é usado esse recurso?
e)      Há no final dos títulos algum sinal de pontuação?
LEGENDAS
Grande parte das matérias jornalísticas é ilustrada com fotografias, gráficos e desenhos. Essas ilustrações vem sempre acompanhadas de um texto chamado LEGENDA.
LEGENDA é uma frase curta que normalmente tem duas funções: descrever as ilustrações e dar apoio às matérias jornalísticas, informando sobre o fato noticiado. Como o título, a legenda apresenta verbos no presente do indicativo e normalmente não há ponto final do texto.
CRIANDO UM JORNAL           
Vamos preparar a primeira página do jornal do seu grupo ou sua classe.
a)Escolham o nome do jornal;
b)       Escrevam a cidade, a data;
c)Programem as seções que serão colocadas na primeira página:
·   Índice;
·   Previsão do tempo;
·   Seleção das manchetes;
·   Informações meteorológicas;
·   Fotos ou ilustrações;
·   Agenda da semana.
d)      Discutam a distribuição das ilustrações e de cada uma das notícias ou sessões que estarão na primeira página.
e)      Tragam para a classe diferentes jornais da sua cidade e façam uma aula de leitura e investigação, anotem tudo o que acharem interessante;
f)        Discutam qual será o formato, as seções, as reportagens que farão parte do jornal;
g)      Dividam o trabalho de forma que cada um do grupo se encarregue de uma parte do jornal: notícia, esporte, cultura, entrevista, classificados etc.
h)      Elaborados os trabalhos de grupo, reúnam todos e juntos e juntos discutam e montem a diagramação do jornal, isto é, a disposição dos textos e ilustração de cada página.
i)        Depois de pronto, façam cópias para distribuir nas outras classes.
j)        Vocês podem pedir patrocínio junto ao comércio ou empresas da sua cidade, inserindo no jornal, as respectivas propagandas.
DICIONÁRIO DO ESTUDANTE JORNALISTA
A
ANÚNCIO: texto publicado com fins comerciais.
ARTIGO: texto de opinião normalmente assinado por seus autores, nem sempre refletindo a opinião do jornal.
B
BOX: quadro que contém informações complementares ou curiosas, que ao lado ou abaixo da notícia.
C
CADERNO: parte do jornal que reúne notícias sobre assuntos semelhantes. Por exemplo: caderno de esportes, caderno de esportes, caderno de economia etc.
CARTUNISTA: profissional responsável pelos cartuns e charges com intenção de fazer uma crítica.
CLASSIFICADOS: nome dado aos anúncios distribuídos por assunto. Exemplos: anúncios de empregos, automóveis, imóveis, equipamentos para escritórios, etc.
D
DIAGRAMAÇÃO: organização dos textos, títulos, ilustrações, fotos, anúncios, compondo um desenho da página do jeito que será impressa.
E
EDITOR: jornalista responsável pela edição do jornal, com autoridade para recusar ou modificar as matérias que não estiverem boas.
EXCLUSIVA: notícia ou informação que apenas uma jornal tem.
F
FURO: notícia publicada por um jornal antes de qualquer outro meio de comunicação.
G
GRÁFICA: Lugar onde jornais, revistas e publicações em geral são impressos.
I
ILUSTRAÇÃO: fotos, desenhos, charges e demais imagens usadas para ilustrar o jornal.
L
LEAD: resumo da notícia, escrito geralmente abaixo da manchete. Traz as informações principais, despertando a atenção do leitor para o assunto.
M
MANCHETE: título da reportagem ou da notícia.
N
NOTÍCIA: informação com interesse jornalístico.
R
REPORTAGEM: texto escrito sobre um assunto ou acontecimento, com objetivo de divulgá-lo.
S
SEÇÃO: espaço reservado para assuntos específicos publicados regularmente. Exemplos: esportes, cartas dos leitores, cotidiano, etc.
ATIVIDADE
Na noticia da sua revista ou jornal, identifique:
a)      O fato principal;
b)      As pessoas envolvidas;
c)      Quando ocorreu o fato;
d)      O lugar onde aconteceu o fato;
e)      Por que o fato aconteceu.
f)        Observe a linguagem empregada na notícia. Das características abaixo, indique as que são verificadas na sua notícia estudada.
·   Impessoalidade, conforme demonstram o emprego dos verbos em 3ª pessoa ausência de opiniões do jornalista;
·   Pessoalidade, conforme demonstram o emprego de verbos na 1ª pessoa e a presença de opiniões do jornalista;
·   Clareza, objetividade, precisão.
g)      Que variedade lingüística é utilizada da notícia?
h)      Observe o título da notícia:
·   Ele anuncia o assunto que será desenvolvido na notícia?
·   Você acha que esse título é curto e objetivo (impessoal) ou longo e subjetivo (pessoal)?
i)        Escreva uma notícia, que depois irá para o jornal mural. Escolha para produzir:
·   Uma notícia sobre um fato ocorrido recentemente no mundo ou no Brasil. Ela pode se referir a um fato relacionado à política, economia, meio ambiente, saúde, educação, esportes, artes, violência, etc.
·   Uma notícia sobre um fato ocorrido em seu bairro recentemente ou em sua escola. Um fato sobre seu bairro pode ser pavimentação das ruas, inauguração de uma praça ou comércio, uma festa na rua, etc.
Ao escrever sua notícia siga as instruções:
a)      Faça um planejamento. Leia jornais e revistas, depois converse com seus pais, professores, colegas ou vizinhos, sobre o assunto escolhido, procurando obter o maior número possível de informações.
b)      Tenha em mente, o leitor de seu texto; escreva com simplicidade, na ordem direta (sujeito, verbo e complementos); sempre que possível, empregue uma palavra em vez de duas ou mais; use frases curtas, com duas ou três linhas no máximo e parágrafo com poucas frases; empregue o vocabulário comum; evite palavras difíceis, termos coloquiais, gírias, superlativos e adjetivos desnecessários; procure responder as perguntas que um leitor gostaria de fazer: o que?, como?, onde?, quem?, quando?, por quê?.
c)      Faça primeiramente um rascunho e só passe a limpo depois de fazer uma revisão cuidadosa; refaça o texto quantas vezes forem necessárias; dê à sua notícia um título curto e sugestivo e que sirva para anunciar ao leitor o assunto que será desenvolvido.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um tema para projetos publicar!