A QUE VEIO ESTE BLOG?
VEIO PARA DIVULGAR PROJETOS NOS MAIS VARIADOS CONTEÚDOS, TEMAS, FORMAS, NECESSIDADES E AFINS, CLARO!
SINTA-SE A VONTADE PARA USUFRUIR DE TUDO QUE FOR ÚTIL PARA SUA AULA.
DIVULGUE, PARTICIPE, COMENTE!
04 DE JULHO DE 2011
Um blog aliado às pesquisas de professores, pois existem muitas possibilidades lúdicas pela net,
além de inúmeros endereços pedagógicos incríveis.
Aqui vocês terão as postagens originais, ou partes delas,
adicionados às demais informações necessárias, com os devidos créditos atribuídos.
Amiga blogueira, se desejar divulgar seus projetos, entre em contato.

PROJETO DIDÁTICO

PROJETO DIDÁTICO: Reunião de atividades que se articulam para a elaboração de um produto final forte, em que podem ser observados os processos de aprendizagem e os conteúdos aprendidos pelos alunos. Costuma partir de um desafio ou situação-problema. Trabalhados com uma frequência diária ou semanal, podem estender-se por períodos relativamente prolongados (um ou dois meses, por exemplo), tornando os alunos especialistas num determinado tema.

domingo, 1 de abril de 2012

Projeto: Contos

Justificativa
Este projeto parte da leitura compartilhada com as crianças de uma obra de reconhecida qualidade literária. É interessante adequar a escolha dessa obra à faixa etária das crianças, então, por exemplo, ler contos de fadas em belíssimas e completas versões para as crianças de 3 e 4 anos e ler histórias mais longas, da literatura universal, por capítulos para crianças de 5 e 6 anos.
O projeto pressupõe que professores desenvolvam a prática da leitura em voz alta diária para seus alunos e requer que as crianças já tenham escutado a leitura de outros contos nas suas versões completas.
 No caso das crianças menores, por exemplo, com: Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, A Bela e a Fera, o Rei Sapo, Rapunzel ou Rumpelstiltskin. De outras idades, pode-se eleger, por exemplo, capítulos de livros como Robin Hood e Tristão e Isolda ou uma boa versão da Odisseia para crianças.
Uma vez que já tenha sido criado esse ambiente leitor em sala de aula, é o momento de escolher uma obra literária que aprecie muito, pois é importantíssimo esse laço do professor leitor com a obra literária, uma vez que o projeto tem como um de seus objetivos que os alunos tenham oportunidade de aprender com um bom modelo de leitor.
Recomenda-se que se converse com os alunos sobre o livro escolhido e se antecipem questões da história, criando, assim, um clima de suspense e curiosidade.
O professor deve comentar que, durante a leitura, podem surgir algumas dificuldades porque é uma obra que foi escrita muito tempo atrás e traz uma linguagem diferente daquela a que estão acostumados, mas que isso é muito bom e que eles vão descobrir palavras novas e muitas informações interessantes sobre uma época e um lugar diferentes dos nossos.
A escolha do livro ou texto se justifica por proporcionar uma situação significativa de fruição de uma obra literária de qualidade, da leitura de um texto longo, do contato com um vocabulário rico e da possibilidade de conviver com um modelo de leitor proficiente, elementos importantíssimos no processo de formação de leitores.

Objetivos e conteúdos
Os objetivos e conteúdos do projeto institucional O Livro das Versões são apresentados no quadro abaixo:

Objetivos:
• Criar um ambiente que facilitasse a imersão na cultura escrita;
• Potencializar o papel da professora um modelo de leitora para as crianças: modelo de ações, de expressões, de atitudes, de leitura;
• Possibilitar que as crianças se familiarizem com o vocabulário e linguagem literária;
• Favorecer, mediante a recepção de textos de autores consagrados, da capacidade de compreensão e de produção da linguagem escrita;
• Potencializar o papel da professora um modelo de escritora para as crianças: quando ela registra o texto oral com destino escrito produzido por elas; e
• Exercitar a reescrita (por meio do ditado à professora) como instrumento para se apropriar das construções, das regularidades e das particularidades dos livros.

Conteúdos:
• Leitura como uma fonte de prazer e entretenimento;
• Intercâmbio entre leitores;
• Gerenciamento da escrita: planejamento, textualização, revisão e edição; e
• Imersão em uma obra literária e construção de uma nova versão.

Público
Esse é um projeto que pode ser realizado com a Educação Infantil ou com os anos iniciais do Ensino Fundamental.
Nesse material, o projeto teve o nível de desafio ajustado para crianças da Educação Infantil, portanto, o único cuidado antes de realizá-lo com crianças do Ensino Fundamental é adequar o nível de desafio para o que é ideal para esses alunos.

Prazo e estrutura
Entre a fase de planejamento, preparação e condução das atividades, estimase que o projeto tenha duração de três meses.
Para implantá-lo, são necessários os seguintes materiais: livros literários; materiais para registrar/revisar o texto ditado pelas crianças (papel craft, canetões); e materiais para a confecção do livro com a nova versão de uma história elaborada pela sala.

Etapas de desenvolvimento
Para se implementar O Livro das Versões, são necessárias as etapas abaixo:

Primeira etapa
Nessa etapa, é preciso cuidar da faixa etária do público envolvido e a implementação deve respeitar esta divisão. O objetivo é compartilhar com as crianças a ideia do projeto.
Para as crianças menores, o professor deve ler vários contos e, ainda, reler os preferidos.
Depois disso, a sala vai escolher o conto de que as crianças mais gostaram e esse conto vai ser ditado pelas crianças para a professora para que todos juntos possam montar o livro da classe.
Com as crianças maiores, os professores devem ler um livro por capítulos e, no final da leitura do livro, eles vão contar a história para o professor. Deste ditado é que se montará um livro com a versão da sala para a história.
Segunda etapa
Deve-se compartilhar com as crianças ou decidir com elas para quê se destina o livro: sarau, exposição de livros, “leitura” para um público escolhido, presente para as crianças de outra sala ou de outra escola, etc.
Terceira etapa
Essa é a etapa de leitura da obra literária escolhida e também deve respeitar a faixa etária das crianças.
Para as crianças menores, deve-se ler um conto diferente a cada dia de uma semana e na semana seguinte retomar os títulos lidos (que podem estar registrados num cartaz, por exemplo).
Depois disso, deve-se perguntar que história as crianças gostariam de ouvir de novo e reler as históriascomentadas para, enfim, escolher coletivamente a preferida da sala.
Para a leitura de histórias mais longas, com as crianças maiores, deve-se apresentar o livro que será lido, fazendo uma propaganda animada dele.
Depois se inicia a leitura e, ao final da leitura de cada capítulo, propõe-se antecipar, junto com eles, os acontecimentos do próximo com base na leitura do próximo título e do levantamento de hipóteses sobre seu conteúdo, estimulando, assim, comentários e trocas de impressões sobre o capítulo lido.
Quarta etapa
A proposta desse momento é retomar da história para as crianças e iniciar a construção do texto.
São as atividades desta etapa:
* Convidar as crianças a construírem sua própria versão da história que foi lida, ditando à professora a forma como se lembram dela, o que lhes chamou atenção, o que mais gostaram. Esse material será a base para a produção de um livro com as versões das crianças;
* Para começar a escrita, combinar com as crianças que elas vão ditar para a professora escrever, que todos devem participar, que devem procurar “caprichar” bastante, escolhendo palavras e formas de dizer que acharam bonitas na história;
*Combinar que todos vão fazer ilustrações e cuidar do acabamento do livro;
* Dividir a escrita da história em dois ou três dias, como for necessário, respeitando o ritmo das crianças (observe o momento em que as crianças começam a se dispersar, releia o que foi ditado e combine que continuam no próximo dia);
* A partir do segundo dia de escrita, reler o que já foi escrito e retomar coletivamente o que falta da história antes de solicitar que as crianças continuem a ditar a história;
* Quando terminar a escrita, escolher outro dia de aula para revisar o texto com eles (reler a história e perguntar de falta alguma coisa ou se eles querem mudar algo);
* Envolver as crianças na escrita do título, nomes dos capítulos e legendas das ilustrações.
 É importante para esse dia montar uma página com as “assinaturas” dos autores; e no final do processo, incluir no livro um pequeno texto coletivo produzido com as crianças, contando como foi o processo de escrita da nova versão.
Etapas finais
Uma quinta etapa seria a montagem do livro baseado no material produzido.
Depois de ter o material pronto, deve-se preparar com a turma o que seria a etapa final: organizar com elas um evento para apresentar o livro feito, o que pode ser um sarau, uma exposição, uma doação etc.

Avaliação
Ao decorrer do trabalho, é importante avaliar: os avanços das crianças com relação aos objetivos do projeto; o planejamento de intervenções individualizadas; e/ou o replanejamento e o reajuste das etapas do projeto em função desse processo.

* Fonte: Projeto Entorno - PMSP e Fundação Victor Civita, 2010



Um comentário:

  1. Olá garota! Passei por aqui para te convidar, à participar de nosso Super Sorteio. Nele contém: 1 estojo com 18 pincéis para maquiagem, 1 demaquilante da NYX, esmaltes e kit carimbo para unhas. Conto com sua participação!!! (www.lupapodemulher.blogspot.com)
    Ah! Também quero dizer que adorei seu blog. Achei muito bonito e criativo. Parabéns! Resolvi até te seguir... se puder retribuir, ficarei muito grata!

    ResponderExcluir

Deixe um tema para projetos publicar!